Os Fatores Psicofisiológicos no Atleta

Paulo Penha de Souza Filho
08/10/2020


@psicologodoesporte.paulopenha

Atualmente técnicos e atletas vem percebendo que o desempenho esportivo, a superação e a conquista da vitória não estão atreladas apenas a um bom treinamento físico e tático, e que dependem de algo a mais, que acaba saindo de suas alçadas técnicas. Na procura de soluções, seus olhares estão se voltando as características e influências dos aspectos emocionais, e consequentemente para o trabalho dos Psicólogos Esportivos. 


Esta é uma área de interesse que vem crescendo exponencialmente entre os Psicólogos, mas eles ainda estão muito dispersos e trabalhando separadamente. A Psicologia é rica em conhecimento relacionado ao funcionamento emocional e o quanto ele pode ou não influenciar um indivíduo, especificamente um atleta no seu desempenho esportivo.


Mas também há a Fisiologia, com seus conhecimentos teóricos e práticos quanto ao treinamento dos atletas, o funcionamento orgânico e a forma como características fisiológicas influenciam a performance esportiva. Mas separadamente caem em um problema similar, porém inverso ao dos Psicólogos, possuem dificuldades em pontuar como determinadas características e reações fisiológicas influenciam no comportamento dos atletas e vice-versa. 


Além de Psicólogo do Esporte, sou Fisiologista do Exercício, e a questão que coloco, é que cada ciência separada uma da outra, são linhas boas e importantes, mas quando se unem, formam a Psicofisiologia do Exercício, aí sim na minha concepção, se torna uma ciência mais completa, que consegue observar, analisar e intervir em todas as variáveis observáveis ou não observáveis, colocando uma determinada situação em várias perspectivas, e considerando o atleta como um ser completo.


As maiores dificuldades que temos encontrado, são poucas pesquisas na área e falta de profissionais qualificados e com experiência trabalhando nesse campo. O que deixo como mensagem é a importância que professores, técnicos, pais, alunos, atletas, equipes, clubes e de forma geral a todos os profissionais envolvidos no âmbito esportivo, devem dar a esse tema. Dessa forma poderemos construir um esporte mais humano e coerente com as dificuldades encontradas pelos atletas e equipes esportivas, de maneira que se possa potencializar a ajuda e acelerar a recuperação da forma mais eficiente possível.


Obrigado e até a próxima!!! 



Para qualquer dúvida, Paulo Penha está à disposição por meio do Whatsapp (41)99108-4243.



Paulo Penha de Souza Filho

Psicólogo

Profº MSc. Psicólogo Paulo Penha de Souza Filho


Paulo Penha de Souza Filho é formado como Psicólogo, Mestre em Distúrbios da Comunicação, Especialista em Fisiologia do Exercício, Especialista em Psicologia do Esporte e Especialista em Psicopedagogia , além de cursar o MBA Executivo em Gestão de Negócio.


Gerente de Saúde Esportiva na Psiccom Saúde Integral (PSICCOM), onde também atende clinicamente. Professor em cursos de pós-graduação e Palestrante. Coordenador do Grupo de Estudos em Ciências do Esporte (GECE). Integrante da Comissão de Psicologia do Esporte do Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-08) e Membro Diretor da Associação de Psicologia do Esporte do Paraná (APEP).


Trabalha em clubes, academias, e no consultório com atletas amadores, profissionais e olímpicos.


Instagram: @psicologodoesporte.paulopenha


Fone: 41- 991084243


email: paulopenha@psiccom.com


Currículo Lattes: Link Lattes: http://lattes.cnpq.br/6354183003893876



Acesse também

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER

Quer receber conteúdos exclusivos e em primeira mão diretamente no seu e-mail?

Nós não enviamos spam

RÁDIO-TV PSICCOM

ACOMPANHE OS PROGRAMAS

2121 - PSICCOM. Desenvolvido por Cazoolo para inspirar novas conexões